top of page
Em 2022, a AEHDA implementou diversas inovações em seu Programa de Aprendizagem Profissional. Essas mudanças foram aprovadas pela Secretaria de Capital Humano do Ministério do Trabalho e Emprego (Sucap - MTE), que reconheceu o plano de trabalho da entidade para novas modalidades de cursos e ocupações, além de modificar a distribuição da carga horária teórica e prática.
As propostas foram cuidadosamente planejadas com o objetivo principal de promover a formação humana e técnica dos jovens, levando em consideração as recomendações das empresas e as exigências da legislação atual.
Confira abaixo as oportunidades oferecidas pelo programa e, caso tenha alguma dúvida, entre em contato com nossa Equipe Técnica.
aprendiz.jpg

Aprendizagem Profissional - O ser humano é nosso foco!

Carga Horária

CARGA HORÁRIA

CURSO COM CARGA HORÁRIA TOTAL

1840 HORAS

aprox. 16 meses

552 horas teóricas (92 dias)

1288 horas práticas (214 dias)

CAPACITAÇÃO INICIAL

150 horas (25 dias úteis)

ARCOS

  • ADMINISTRAÇÃO

  • VAREJO

COMO FICOU

CURSO COM CARGA HORÁRIA TOTAL

1840 HORAS

aprox. 16 meses

400 horas teóricas (67 dias)

1440 horas práticas (240 dias)

CAPACITAÇÃO INICIAL

42 horas (7 dias úteis)

ARCOS

  • ADMINISTRAÇÃO

  • COMÉRCIO, ATACADO E VAREJO

  • AUXILIAR DE PRODUÇÃO

Setas

COMO ERA

O curso de Alimentador de Linha de Produção, antes com carga horária de 880 horas, totalizando 11 meses, foi absorvido no novo Arco de Auxiliar de Produção, passando a ser oferecido com a carga horária de 1840 horas (aproximadamente 16 meses).

DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA

grafico proporcionalidade de horas.png

Observação - excetuando a capacitação inicial na qual os dias de atividades teóricas são consecutivos, as demais atividades teóricas serão distribuídas ao longo do programa, com a participação do jovem em um dia fixo por semana.

Cursos & CBOs

CURSOS & CBOs

ARCO

CBOs

analista-de-negocios.png

ADMINISTRAÇÃO

Curso nº 24.394 - MTP

ATÉ 24 ANOS

4151-05 | Arquivista | Arquivador

4141-05 | Almoxarife

4110-05 | Auxiliar de Escritório | Administrativo

4122-05 | Contínuo | Office Boy | Office Girl

producao.png

AUXILIAR DE PRODUÇÃO

Curso nº 24.436 - MTP

18 A 24 ANOS

7842-05 | Alimentador de Linha de Produção

4142-10 | Apontador de Produção

3912-05 | Inspetor de Qualidade

4141-05 | Almoxarife

7841-10 | Embalador à Máquina

vendedor.png

COMÉRCIO, ATACADO E VAREJO

Curso nº 24.486/24.497 - MTP

ATÉ 24 ANOS

4211-25 | Operador de Caixa * (18 a 24 anos)

7841-05 | Embalador à Mão   * (18 a 24 anos)

5211-25 | Repositor de Mercadorias
5211-30 | Atendente de Farmácia | Balconista

5211-05 | Vendedor Atacado
5211-10 | Vendedor Varejista
5211-20 | Demonstrador de Mercadorias
5211-15 | Promotor de Vendas

Calendário 2023

CALENDÁRIO DE INGRESSO DE TURMAS 2023

CALENDARIO MATRICULA  COMPLETO 2023.jpg
Modalidades

MODALIDADES DE CONTRATAÇÃO

A AEHDA é uma instituição qualificadora profissional para Aprendizagem, reconhecida pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Todos os seus cursos são certificados e a instituição busca constantemente a excelência na formação dos jovens.

A entidade oferece dois modos de contratação: a “contratação direta”, onde os aprendizes são registrados pela empresa, e a “contratação indireta”, onde os aprendizes são registrados pela própria AEHDA.

Na modalidade de contratação indireta, as empresas detentoras das cotas de aprendizes recebem, além da qualificação teórica, a administração dos seguintes processos:

  • Admissão com documentos trabalhistas obrigatórios por Lei

  • Registro em e-Social e CTPS;

  • Execução do PPRA, ASO e PCMSO;

  • Gestão de Benefícios;

  • Abertura de Conta Salário;

  • Gestão de Auxílio Transporte;

  • Gestão de Férias;

  • Gestão de 13º Salário;

  • Descontos legais;

  • Registros e controle de eventos CLT (afastamento, licença remunerada, faltas, reajustes SMF,  etc.);

  • Gestão do Seguro de Vida;

  • Controle de “Cartão Ponto”;

  • Geração de Contratos e Aditamentos dos Aprendizes.

CONTRATAM COM A AEHDA

PONTO ELETRÔNICO

Em 2022, a AEHDA implementou um sistema de PONTO ELETRÔNICO para todos os aprendizes registrados por meio de contratação indireta.

Essa medida tem garantido maior dinamismo, rastreabilidade e segurança nos controles obrigatórios de jornada, que são auditados pelos órgãos regulatórios de Governo.

Todos os aprendizes indiretos recebem treinamento e têm o apoio da equipe AEHDA para esclarecer dúvidas sobre o uso do sistema.

Para acompanhar e validar os relatórios de registro, as empresas devem sempre informar o nome, telefone, CPF e e-mail do Monitor Designado, que é o responsável pela supervisão de cada aprendiz. Vale ressaltar que o sistema AEHDA não pode ser estendido para empresas com contratação direta, que são legalmente responsáveis por realizar esses registros e controles, cujo arquivamento deve ser mantido por no mínimo cinco anos, de acordo com a legislação trabalhista atual.

A plataforma adotada (Oitchau) foi escolhida após vários estudos e testes reais.

oitchaulogofinal.jpg
Ponto Eletrônico

EQUIPE TÉCNICA

Equipe Técnica

LINKS ÚTEIS

Links Úteis

Manual da Aprendizagem Profissional - SINAIT 2019

Portaria 671, 11/11/2021  Capítulo XVIII

CLT Completa

Edição 2023

CBO - Classificação 

Brasileira de Ocupações

CONAP - Catálogo Nacional de Programas de Aprendizagem Profissional

MTE - Inserção do Aprendiz

(modelos, cálculos, etc)

Calculadora de cota de aprendizes (parceria com portal EDOO)

Quero qualificar aprendizes na AEHDA (Empresa)

Quero ser aprendiz na AEHDA (Jovens)

Estatuto da Criança e do Adolescente

Estatuto da Juventude

Decreto 6481/08 - Eliminação do Trabalho Infantil

ENIT - Videoaulas sobre Aprendizagem

ENIT - Videoaulas sobre inclusão de PcDs no mercado de trabalho

Certificação Cursos AEHDA

por Sec. Capital Humano - MTE

Contato

CONTATO

arrow&v
  • Contato

Faremos contato em breve.

FAQ
  • Posso migrar os aprendizes contratados anteriormente para o novo Programa que começa em agosto?
    Não será possível. As alterações do Programa AEHDA só serão válidas para os novos contratos de aprendizes, a partir de agosto de 2022, em alinhamento com a autorização e certificação do Ministério do Trabalho e Previdência.
  • Posso mudar meu aprendiz atual de Arco?
    Não é possível a transação entre Arcos no mesmo contrato. Por exemplo: o Aprendiz contratado como o Arco Administração não pode durante o contrato migrar para o Arco Comércio, Atacado e Varejo, pois são conteúdos de formação profissional distintos com certificados próprios do Ministério do Trabalho e Previdência. Nada impede que se o jovem ainda tenha idade compatível com a Aprendizagem, após terminar o primeiro Arco, possa ser aprendiz novamente em Arco distinto. Porém, na mesma empresa, terá de aguardar 6 meses de intervalo.
  • Posso mudar o CBO de meu Aprendiz com contrato que já está vigente?
    Sim, desde que seja dentro dos disponíveis no mesmo Arco, que a função não gere perda ou prejuízo escolar ao Aprendiz e que o novo CBO seja compatível com sua idade. Exemplo, o Aprendiz é do Arco Administração, com CBO de Contínuo, poderia mudar para os demais CBOs do mesmo Arco.
  • A cada contratação tenho que indicar o CBO do Aprendiz?
    Sim. O CBO é exigido tanto para o Contrato Individual de Aprendiz como para inscrição no E-Social e CTPS. Por segurança, antes do início das turmas, a AEHDA vai tramitar um questionário confirmando a indicação da empresa e outros dados, como jornada, dias de atividades práticas e informações sobre o Monitor Designado responsável.
  • Posso mudar o dia semanal que o Aprendiz frequenta o curso na AEHDA?
    Não é possível essa mudança porque afeta a dinâmica e roteirização dos conteúdos pedagógicos e técnicos que o Aprendiz deve receber no seu plano de formação, causando prejuízos ao jovem. Antes do início das turmas, indique as limitações sobre alguns dias da semana para a equipe da AEHDA. Dentro do possível, a Equipe Pedagógica fará os encaixes solicitados nos cronogramas antes de efetivar a matrícula definitiva.
  • Se o Aprendiz falta à capacitação o que acontece?
    A falta injustificada do Aprendiz à capacitação teórica corresponde à perda de um dia de trabalho com seus impactos decorrentes em salário, férias e descanso semanal, além do prejuízo em sua formação integral podendo, inclusive, ser motivo de desligamento antecipado por Inadaptação e Desempenho Insuficiente, após as tentativas de reeducação para a participação produtiva.
  • Aprendiz pode exercer atividade em período noturno?
    Sim, desde que maior de idade e sem prejuízo do seu turno escolar, devidamente supervisionado e fazendo jus ao adicional noturno.
  • Aprendiz pode trabalhar em área que tem periculosidade ou insalubridade?
    Sim, desde que aprovado pelo Serviço de Engenharia, Segurança e Medicina do Trabalho responsável, sendo maior de 18 anos, com todas as normas de proteção aplicadas e fazendo jus aos adicionais da legislação.
  • Essa mudança promovida pela AEHDA tem impacto na taxa atual de serviços?
    Não. A Taxa de Contribuição Institucional continuará conforme termos de contrato, com aplicação de correções anuais em datas de aniversário de convênio.
  • Quais as vantagens da contratação indireta?
    Sendo uma possibilidade dentro da legalidade estimulada e regulada pelo Ministério do Trabalho e Previdência, muitas empresas optam pela contratação indireta para transferirem processos não prioritários aos seus negócios para a entidade qualificadora especializada que terá foco exclusivo nessa gestão e também por racionalização econômica.
  • A AEHDA vai abrir mais de uma turma por mês?
    Não há plano e demanda municipal para 2022, principalmente com a redução da capacitação inicial quando o Aprendiz ficará apenas sete dias contínuos na Entidade, ampliando as janelas para programação de contratação pelas empresas. No futuro, se a demanda da cota do município de Araras justificar essa necessidade, a AEHDA analisará essa possibilidade consultando as empresas parceiras.
  • Porque não mudou antes de agosto de 2022?
    A Legislação de Aprendizagem e os sistemas regulatório do Ministério de Trabalho e Previdência sofreram mudanças recentemente e esse movimento de mudança requer planejamento prévio e aprovação das instâncias, que levam de 3 a 9 meses em média.
  • O Ponto-eletrônico é obrigatório?
    Para os aprendizes indiretos, registrados pela AEHDA, é obrigatório. Para os aprendizes diretos, registrados pelas empresas detentoras da cota, o controle também é obrigatório, mas a forma analógica, eletrônica ou eletromecânica deverá ser conforme suas práticas de administração de pessoas. Os registros mensais devem ser arquivados e à disposição de inspeção do trabalho por, no mínimo, cinco anos.
  • Aprendiz pode fazer horas extras, compensar ou participar de regime de Banco de Horas da categoria?
    É vedado ao Aprendiz a compensação, prorrogação, participação coletiva em banco de horas ou trabalho aos domingos e feriados.
  • Se houver alteração na jornada do Aprendiz o que devo fazer?
    Antes da alteração, deverá ser feito um Aditamento de Contrato em comum acordo, com assinatura da empresa contratante, do aprendiz, do responsável legal (se menor de idade) e de duas testemunhas. No caso dos aprendizes indiretos, a AEHDA deverá ser informada imediatamente sobre a possibilidade de mudança, pois ela é a responsável pelo Aditamento e também pela modificação do evento no e-Social. Essa medida é de alta relevância principalmente por questões ligadas a acidentes do trabalho em horário regular constantes no contrato.
  • A AEHDA comunica dados dos Aprendizes ao Governo Federal?
    A AEHDA, assim como outras Entidades Sem Fins Lucrativos, é regularmente auditada pela Secretaria de Inspeção do Trabalho e Subsecretaria de Capital Humano, tendo que apresentar dados e registros, completos ou amostrais, de todas suas ações. Uma nova plataforma de Governo requer a inscrição de dados mensais sobre os aprendizes em capacitação na entidade.
  • Porque a idade mínima varia de acordo com os Arcos e CBOs?
    Devido às características das atividades de alguns CBOs específicos, que são proibitivos aos menores, visando à sua proteção integral. (Ver Estatuto da Criança e Adolescente e Trabalhos Proibitivos aos Menores - links úteis neste hotsite).
  • A Empresa tem de contratar apenas jovens recomendados pela AEHDA?
    O processo de Recrutamento e Seleção e escolha do finalista é algo inerente aos processos da empresa detentora da vaga. Se preferir, pode contar com apoio da AEHDA, sem custo adicional, para envio de um limite de 2 a 4 candidatos por vaga, egressos do banco de dados específico da AEHDA, desenvolvido em parceria com a Plataforma Social Edujob. O importante é que as questões de elegibilidade de quem pode e deve ser Aprendiz sejam respeitadas durante o processo. Sempre que tiver dúvidas, consulte a AEHDA.
  • Se o jovem for chamado para Serviço Militar (Tiro de Guerra) posso alterar a jornada dele para depois das atividades no exército?
    Se houver comum acordo, poderá ser feito um aditivo de contrato para alteração da jornada nas atividades práticas na empresa. O Serviço Militar e suas atividades são prioritárias sobre outros contratos dos jovens e um fator de interferência que independe da vontade do aprendiz, portanto, também é direito do aprendiz não concordar com a mudança e cumprir parcialmente suas horas de jornada enquanto estiver servindo na ativa. Em dias normais de instrução do Tiro de Guerra de Araras, SP, normalmente, os jovens já estão disponíveis a partir das 9h00, considerando deslocamento.
Ponto de interrogação Praça
bottom of page